Conselhos para a cólica infantil

O seu bebé está agitado, grita e chora, cerra os punhos e empurra as pernas para dentro – embora já tenha feito tudo o que estava ao seu alcance para o deixar mais confortável.
A causa comum: o seu bebé sofre de cólicas infantis. Reunimos aqui alguns bons conselhos para as barriguinhas dos bebés.
Familia sonriente besando a su bebé

Bebé calmado y sonriente con su madre

Conselho 1: Observe atentamente o seu bebé

Dedique tempo a observar cuidadosamente o seu bebé e a reconhecer as suas necessidades: Terá fome? Precisa de trocar a fralda? Ou será que necessita de sossego?

Um ambiente calmo e uma rotina diária estruturada ajudam. Se o seu filho estiver inquieto ou a gritar, não lhe dê palmadinhas nas costas. Evite demasiados movimentos, música alta ou brinquedos ruidosos. Se embalar o seu bebé, faça-o lenta e calmamente.

Na hora de ir dormir, deixe o seu bebé sossegado e não se levante assim que ele começar a chorar. Não se deite ao seu lado para o ajudar a adormecer. Em alguns casos, ajuda se o quarto não estiver completamente às escuras e se o bebé conseguir ouvir a voz da mãe ou do pai no quarto ao lado.

Tente manter a calma, ainda que por vezes seja difícil, respire fundo e lembre-se que, por enquanto, o seu bebé só consegue comunicar através do choro.

Devo modificar a minha alimentação durante o aleitamento?

Antigamente, as mães que amamentavam eram aconselhadas a evitar alimentos que causassem inchaço, como as leguminosas, os vegetais da família das couves e as cebolas. No entanto, não existem provas concretas de que isso seja benéfico. Atualmente, não é considerado útil alterar a alimentação da mãe lactante para reduzir as cólicas infantis. De facto, o regime alimentar não deve ser desnecessariamente restritivo, pois poderá interferir com uma alimentação equilibrada e com a ingestão de nutrientes por parte da mãe.

Em casos específicos e quando existem preocupações válidas, a omissão de certos alimentos pode ser apropriada. Consulte primeiro o seu pediatra ou enfermeira obstetra.


Padre dando el biberón correctamente para evitar cólicos

Conselho 2: Técnica correta da alimentação por biberão

  • Não ponha o bebé a arrotar apenas no fim da refeição, faça pequenas pausas para que arrote ao longo da toma.
  • Ao alimentar por biberão, certifique-se de que as tetinas e os respetivos orifícios têm o tamanho adequado. O leite deve pingar lentamente ao segurar o biberão de cabeça para baixo.
  • Segure o biberão de forma que a tetina esteja sempre cheia e que não haja bolsas de ar no leite do bebé.
  • Doseie sempre a fórmula exatamente de acordo com as instruções na embalagem e não a torne mais concentrada.

Conselho 3: Relaxe o seu bebé

  • Pegue no seu bebé de barriga para baixo, segurando-o pelo estômago: para tal, deite o bebé sobre o seu antebraço de barriga para baixo e segure-o cuidadosamente com a outra mão.
  • Todo este contacto corporal proporciona ao seu bebé uma sensação de segurança e conforto.
  • Uma pequena garrafa de água meio cheia (não quente!) ou uma almofada de caroços de cereja quente colocada sobre a barriga fará bem ao seu bebé. Teste previamente a temperatura no interior do seu pulso para que o bebé não se queime.
  • Um banho também pode relaxar o seu bebé.
  • Cantar pode ajudar, porque acalma o seu bebé e a si também.
Padre cuidando de su bebé para evitar cólicos

Peça ajuda ao seu pediatra ou enfermeira se...

... o seu bebé deixar de ganhar peso.

... o seu bebé não quiser beber ou as refeições se tornarem um problema.

... o seu bebé cuspir muito, mostrar sinais de dor ou arquear cada vez mais as costas.

... o seu bebé começar a ter problemas para dormir

... se sentir sobrecarregada

... temer que o choro a deixe tão zangada e desesperada que já não se consiga controlar.


Bebé contento y sin cólicos

Conselho 4: Massaje a barriga do bebé

A partir das 6 semanas*, pode experimentar massajar a barriga do seu bebé. Por um lado, a massagem ajuda na digestão, por outro, a experiência partilhada relaxa-a a si e ao seu bebé, promovendo uma relação saudável entre os dois.

Vai precisar de:

  • Óleo ou loção de massagem para bebé.
  • Um local confortável e com uma temperatura agradável para o bebé (sugestão: nos dias frios, coloque um radiador sobre a mesa de fraldário).
  • Um ambiente calmo: desligue o telemóvel.
  • Rotina: deixe que a massagem se torne um ritual partilhado.
  • A permissão do bebé: notará se o seu filho não estiver a gostar da massagem. Se assim for, tente novamente noutra altura.
  • Um bom momento para uma massagem à barriga é depois da sesta do meio-dia. Nunca massaje o seu bebé quando estiver de estômago cheio. A mesa de fraldário é ideal porque é um ambiente familiar para o bebé e está ajustada à altura da mãe. Se possível, cubra o tapete troca-fraldas com um pano previamente aquecido.
  • Encoste as pernas do bebé ao seu corpo. Através do contacto visual e da observação, conseguirá saber o que o seu bebé gosta. Faça movimentos suaves e circulares à volta do umbigo, com as pontas dos dedos, no sentido dos ponteiros do relógio, com isto alivia a pressão dos gases e as cólicas e estimula a digestão do seu bebé. Para terminar, empurre suavemente os joelhos do bebé em direção ao estômago algumas vezes para facilitar a passagem dos gases.
  • Pode aumentar o efeito da massagem utilizando uma almofada com caroços de cereja ou grainha de uva previamente aquecida. Neste caso, não utilize óleo nem loção de massagem.


* Importante: O umbigo do seu bebé deve estar estável internamente. Consulte primeiro o seu médico ou enfermeira obstetra.


Estamos aqui para ajudá-los

Se tiver alguma dúvida sobre os nossos produtos entre em contato connosco, teremos todo o gosto em ajudá-los e aconselhá-los.

Contacte-nos
De volta ao topo