Como a Lua se Tornou Amarela

Há muito, muito tempo, durante a Idade da Pedra, quando os mamutes ainda existiam, a Lua já brilhava no céu. Ela dormia durante o dia, escondida pelas nuvens, e depois brilhava sobre a Terra à noite – exatamente como brilha hoje. Contudo, não era tão bonita e amarela como a vemos hoje e, em vez disso, era pálida e tinha mau aspeto.

Há muito, muito tempo, durante a Idade da Pedra, quando os mamutes ainda existiam, a Lua já brilhava no céu. Ela dormia durante o dia, escondida pelas nuvens, e depois brilhava sobre a Terra à noite – exatamente como brilha hoje. Contudo, não era tão bonita e amarela como a vemos hoje e, em vez disso, era pálida e tinha mau aspeto.

Naquele tempo, a Lua sentia frio muitas vezes. Ela tremia e os seus dentes rangiam, apesar de um anjinho lhe ter tricotado um longo cachecol branco e uma meias grossas.

Um dia, a Lua apanhou uma constipação. Espirrava e tossia tão alto que até se podia ouvir na Terra. As pessoas andavam muito assustadas porque não sabiam que a Lua estava constipada e as estrelas olhavam para a Terra com preocupação.

«Isto não pode continuar assim!» – murmuraram umas para as outras.

As estrela, falaram com a Lua, para tentarem encontrar uma solução para a poderem ajudar. Uma velha e sábia estrela, por fim, sugeriu-lhes que pedissem conselhos ao Sol.

Logo no dia seguinte, a Lua levantou-se duas horas mais cedo do que o habitual para se encontrar com o Sol antes dele se pôr. O Sol ficou encantado com a visita da Lua, ele já era um senhor mais velho, gordo e simpático, que se ria à gargalhada e falava muito. O Sol contou à Lua tudo o que tinha visto na Terra e a Lua começou a sentir uma sensação de conforto e muito agradável. Graças ao calor do Sol, começou a brilhar cada vez mais e então percebeu como se sentia só e triste, até àquele momento.

«Claro!» – pensou ela. «As estrelas aparecem sempre juntas no céu, as nuvens macias sobrevoam a terra em grupos e até o vento se encontra frequentemente com a tempestade para tomarem um café».

Desde então, de vez em quando, ao final da tarde, é possível ver-se a Lua numa amena cavaqueira com o Sol lá no céu, num lindo pôr-do-sol.

Enviado por B. Piegendorfer, Kumhausen