Cólica infantil: causas, sintomas e o que fazer

Quando os bebés não estão bem e os pais não conseguem identificar a razão, a preocupação e o stress surgem, muitas vezes, é porque o bebé está agitado, com dor de barriga. Mas de onde vem essa dor, como se manifesta e o que se pode fazer para a aliviar? Saiba mais sobre a cólica infantil aqui.

Humana Baby liegt im Bett und weint

Como identificar as cólicas infantis?

O seu bebé chora durante longos períodos de tempo e não consegue acalmá-lo? Está com dores sem que haja uma razão aparente? Se o seu bebé apresentar algum destes sintomas, é provável que sofra de grave desconforto estomacal descrito como cólica infantil.

Para descartar outras causas do choro persistente, consulte o seu pediatra


Humana Baby schläft auf Mamas Schulter

Possíveis sintomas da cólica infantil

  • O seu bebé chora sem razão aparente e não consegue acalmá-lo.
  • Tem o estômago inchado e duro.
  • Está inquieto. Esforça-se e estica-se muito ou puxa os pés contra o corpo e está muito tenso.
  • Os sintomas e a agitação ocorrem geralmente após a alimentação e, muitas vezes, à mesma hora do dia. Começam frequentemente à tarde ou ao início da noite e, às vezes, prolongam-se até de madrugada.


O que é a cólica infantil?

Todos os bebés choram: por exemplo, quando têm fome, quando precisam de trocar a fralda ou quando se sentem desconfortáveis. No entanto, muitos bebés choram sem qualquer razão aparente. Este choro excessivo designa-se, muitas vezes, por cólica infantil ou cólica do lactente.

No entanto, a cólica infantil não é uma cólica no sentido literal. Do ponto de vista médico, são considerados longos períodos de choro recorrente, inquietação e irritabilidade da criança, sem razão aparente. Ocorrem frequentemente nos primeiros meses após o nascimento. Estima-se que cerca de 16-20% de todos os bebés são afetados.

 

Em muitos casos, a razão subjacente ao desconforto do bebé é difícil de determinar e as causas exatas da cólica infantil são desconhecidas.

A boa notícia é que os sintomas tendem a desaparecer à medida que o bebé cresce e o choro normalmente pára, por volta dos 4 meses. Apenas em algumas crianças, persiste para além dos 6 meses.

Possíveis causas da cólica infantil

  • Sistema digestivo imaturo

    Uma digestão bem regulada requer uma produção suficiente de enzimas e uma flora intestinal saudável. No caso dos recém-nascidos, ambas ainda não estão plenamente desenvolvidas: o sistema digestivo ainda está incompleto e o transporte resultante para os intestinos é irregular. Isto pode levar ao aumento das contrações do trato gastrointestinal e da dor associada.

  • Gás aprisionado no trato gastrointestinal

    A produção de gases no trato gastrointestinal é uma parte natural do processo digestivo e não constitui em si um problema. No entanto, a produção excessiva de gases resultante da imaturidade do intestino pode levar a cólicas e a uma dolorosa sensação de pressão se o inchaço não puder ser libertado por causa de fezes duras. Além disso, o ar que o bebé engole ao beber pode agravar a dor.

  • Problemas de adaptação e regulação de rutinas

    Durante as primeiras semanas, o bebé tem de estabelecer o seu próprio ritmo dentro da rotina diária e adaptar-se à vida quotidiana. Torna-se cada vez mais consciente do seu ambiente e tem de enfrentar um sem-fim de novas impressões. Isto inclui um padrão de alimentação regular que dá tempo para dormir, brincar e desenvolver um apetite saudável. O bebé tem de aprender este padrão pouco a pouco. Se ainda não encontrou o seu ritmo ou se este foi perturbado, pode originar cólicas infantis.

Como posso ajudar o meu bebé com as cólicas infantis?


Estamos aqui para ajudá-los

Se tiver alguma dúvida sobre os nossos produtos entre em contato connosco, teremos todo o gosto em ajudá-los e aconselhá-los.

Contacte-nos
De volta ao topo