Como identificar alergias no bebé?

Uma alergia – uma reação exagerada do sistema imunitário – não representa em si um risco para a saúde. Não obstante: os sintomas alérgicos devem ser levados a sério e devem ser examinados pelo pediatra. As reações podem variar desde a comichão nos olhos até à falta de ar.


Qual o risco do seu filho desenvolver alergias?

As hipóteses aumentam se a mãe, o pai ou um irmão tiverem hipersensibilidades, como febre dos fenos, eczema, alergias alimentares ou asma alérgica. As alergias são frequentemente hereditárias. Mesmo que não haja alergias conhecidas na família, nunca se pode descartar a 100% o risco de o seu bebé vir a desenvolver uma alergia.

Qual o risco do seu filho desenvolver alergias:

Risco reduzido: Se não houver alergias conhecidas nos membros próximos da família (mãe, pai, irmãos), o seu bebé terá um baixo risco de alergias. No entanto, como o risco de alergia nunca pode ser excluído a 100%, deve prestar muita atenção ao seu filho quando introduzir novos alimentos, por exemplo, quando ele começar a comer alimentos sólidos.

  • Risco moderado: Se apenas houver um caso isolado de alergia no círculo familiar mais próximo (mãe, pai, irmãos), o seu filho tem um risco moderado de desenvolver alergias.
  • Risco elevado: Se dois ou mais membros próximos da família sofrerem de alergias diferentes, o seu filho corre um risco elevado de desenvolver alergias.
  • Risco muito elevado: Se dois ou mais membros próximos da família forem afetados pela mesma ou mais alergias, o seu filho corre um risco muito elevado de desenvolver alergias.

Para reduzir ao máximo o risco do seu filho desenvolver alergias, nos casos de risco moderado a muito elevado, recomendamos que tome medidas preventivas, ou seja, adote uma alimentação baixa em alergénios.
Estudos científicos demonstraram que proporcionar regularmente ao seu filho produtos pouco alergénicos pode reduzir o risco de desenvolver alergias em até 50%.
No entanto, o leite materno é o melhor alimento para os bebés, mesmo que tenham um risco acrescido de alergias. Se não puder amamentar, existem fórmulas HA (hipoalergénicas) especiais para o seu bebé. Se tiver mais perguntas sobre alergias ou o risco do seu filho desenvolver alergias, fale com o seu pediatra.

Perguntas e respostas sobre a prevenção de alergias

  • Posso prevenir as alergias durante a gravidez e o parto?

    Não se recomenda uma alimentação pobre em alergénios durante a gravidez.

    Não está cientificamente provado que seguir um regime alimentar pouco alergénico durante a gravidez ajude a evitar o desenvolvimento de alergias no bebé. Hoje em dia, não é recomendada uma alimentação pobre em alergénios durante a gravidez, uma vez que aumenta o risco de uma ingestão inadequada de nutrientes. No entanto, ficou provado que

    • o facto de a mãe fumar pode aumentar o risco de alergia na criança.
    • as crianças que nascem de parto natural têm menos probabilidades de desenvolver alergias do que as crianças que nascem de cesariana.

    Num parto natural, a mãe transmite bactérias que são importantes para o desenvolvimento do sistema imunitário imaturo da criança.

  • Como prevenir as alergias nos bebés?

    Em termos de prevenção, os bebés devem ser alimentados exclusivamente com leite materno

    A amamentação é a melhor nutrição para os bebés, especialmente se já houver antecedentes familiares de alergias. Se possível, o bebé deve ser alimentado exclusivamente com leite materno durante, pelo menos, 4 meses para prevenir alergias. Se o fornecimento de leite for insuficiente ou se houver outras razões pelas quais a amamentação não é possível, os bebés com maior risco de alergias devem ser alimentados com uma fórmula hipoalergénica (HA). Aconselhamos que contacte o seu médico se tiver mais perguntas sobre este tema.

  • Como prevenir as alergias na idade do desmame?

    O peixe e os cereais com glúten são recomendados mesmo que haja um maior risco de alergia.

    Para treinar o sistema imunitário, os alimentos sólidos podem ser introduzidos entre os 5 e os 7 meses de idade. Tal como acontece com os bebés sem risco de alergia, podem ser introduzidos gradualmente diferentes alimentos para conseguir proporcionar uma alimentação mista equilibrada e adequada à idade (leite materno ou fórmula, juntamente com alimentos sólidos). O peixe, por exemplo, é altamente recomendado atualmente e pode enriquecer o menu durante o primeiro ano, uma vez que fornece proteínas facilmente digeríveis e ácidos gordos valiosos. A introdução passo a passo de cereais com glúten também deve começar neste período.

  • «A sujidade limpa o estômago» – será verdade?

    O corpo precisa de entrar em contacto com potenciais alergénios a fim de desenvolver defesas

    A limpeza e a higiene são especialmente importantes nos primeiros seis meses de vida. Durante os primeiros meses, deve sempre limpar e esterilizar bem os biberões, as tetinas e as chupetas. Mas não se esqueça de que a fisiologia do seu filho tem de entrar em contacto com contaminantes (por exemplo, vírus, bactérias, pólenes) a fim de desenvolver uma defesa contra eles. Caso contrário, o organismo pode não reagir de todo (isto é, ficar doente) ou reagir excessivamente (isto é, ter uma reação alérgica) quando entrar em contacto com estas substâncias. Deixe o seu filho explorar o seu ambiente ou brincar com animais de estimação após os primeiros seis meses. E confie no velho ditado de que «a sujidade limpa o estômago».


Estamos aqui para ajudá-los

Se tiver alguma dúvida sobre os nossos produtos entre em contato connosco, teremos todo o gosto em ajudá-los e aconselhá-los.

Contacte-nos
De volta ao topo