Bebé a chorar na cama

Desafios na amamentação

O aleitamento materno é o melhor alimento para o seu bebé. No entanto, nem sempre é possivel logo no inicio com todas as mães, e podem surgir alguns problemas. Acompanhamo-la durante estes tempos complicados para que possa rapidamente voltar a viver os melhores momentos em conjunto com o seu bebé.

Como evitar os problemas na amamentação?

Todas as mães querem amamentar. Mas existem situações em que infelizmente isso não é possível. Algumas dessas razões são: o stress, as infeções mamárias, a baixa produção de leite ou a fraca capacidade de sucção por parte do bebé. Apresentamos algumas dicas básicas que podem ajudá-la a prevenir problemas na amamentação.

Se tiver problemas durante a amamentação, fale com o seu pediatra ou outro profissional de saúde. Com os conselhos de especialistas, poderá resolver ou prevenir muitos problemas.

Amamentação frequente
sweet mom is holding her cute baby close to ther chest
Amamentação frequente

Em geral, quanto mais der de mamar ao seu bebé, mais estimula a produção de leite. Se não amamentar o seu bebé com a frequência suficiente ou se não conseguir uma boa pega, poderá originar uma produção de leite muito reduzida, a obstrução dos canais de leite ou até infeções mamárias. Consulte aqui as nossas dicas para conseguir uma boa pega.

Manter a hidratação
mom and baby playing in the garden
Manter a hidratação

É através do leite materno que o bebé recebe muitos dos fluídos e nutrientes da mãe. Por isso, é importante que a mãe coma e ingira líquidos suficientes de forma regular. Uma boa alimentação equilibrada e com nutrientes adequados é a grande prioridade que a mamã deve ter. Encontrará aqui dicas de alimentação durante a fase de amamentação.

Sono e descanso
mom and baby sleeping together on bed
Sono e descanso

Após o esforço do parto, a maioria das mães sofre um enorme desgaste e exaustão. Uma das razões para isto é a libertação de hormonas de stress como o cortisol e a dopamina, que também inibem a produção de leite. Para evitar que isto aconteça, deverá fazer uma pausa de vez em quando e não colocar demasiada pressão sobre si mesma durante a amamentação.

A enfermeira responde às perguntas mais frequentes...

  • O que posso fazer para aliviar os mamilos doridos?
    O que posso fazer para aliviar os mamilos doridos?

    No início da amamentação, a nova experiência de ter o seu recém-nascido a mamar, muitas vezes por longos períodos, pode afetar os seus mamilos. Para que isto não provoque dor, fissuras ou sangramento nos mamilos, deverá aprender boas técnicas de amamentação. Solicite ajuda a um profissional de saúde. É importante que não carregue todo o peso do seu bebé enquanto amamenta, utilizando para a ajudar: almofada de amamentação ou outras almofadas, toalhas enroladas ou cobertores para apoiar o corpo do recém-nascido. Leve o tempo que for necessário até encontrar a melhor posição para si, porque uma boa posição para amamentar é meio caminho andado para o sucesso da amamentação.

    Quando a criança está corretamente deitada, é importante que a sua boca esteja bem aberta porque – especialmente no início da amamentação – os tamanhos relativos dos mamilos e da boca do recém-nascido ainda não são os ideais. Um profissional de saúde pode mostrar-lhe como empurrar suavemente o maxilar inferior da criança para baixo, para que ela possa agarrar bem o mamilo. Respire fundo durante as primeiras 2 ou 3 mamadas do seu bebé. Ajuda a relaxar e diminui a dor da sucção inicial após a pega, o que é normal no início.

    Para que não sobrecarregue sempre a mesma zona do mamilo, deve frequentemente mudar a posição de amamentação. Além disso, recomendamos a utilização de discos de amamentação reutilizáveis de silicone, são mais económicos e amigos do ambiente. Cremes com lanolina, protetores de seios e discos de hidrogel também podem ajudar. Como não necessitam de ser enxaguados após a utilização, estes materiais terapêuticos preservam a saúde dos seus mamilos. A princípio, tenha cuidado com alguns auxiliares como os protetores de mamilos, porque muitas vezes causam mais problemas do que os que resolvem.

  • O que fazer se apanhar uma infeção mamária?
    O que fazer se apanhar uma infeção mamária?

    Felizmente, as infeções mamárias não são muito comuns nem são razão para deixar de amamentar.

    No entanto, é importante que trate a infeção rapidamente, porque pode alastrar, por isso, contacte um profissional de saúde se sentir dores fortes, picadas ou se notar vermelhidão, ardor anormal e zonas do peito mais duras. Tenha sempre requeijão no frigorífico para as emergências. Uma compressa refrescante para os seios (não inclua a zona dos mamilos) pode diminuir a dor e reduzir a inflamação. Além disso, abuse do repouso na cama!

    Um profissional de saúde pode recomendar-lhe outros tratamentos úteis, como acupunctura, compressas especiais para o peito ou substâncias homeopáticas que travam a inflamação, bem como aconselhá-la sobre os analgésicos adequados durante o aleitamento materno. Se os seus sintomas não melhorarem em 48 horas, deve consultar o seu ginecologista que poderá então receitar-lhe antibióticos. Mas não se preocupe: esta medicação não irá prejudicar o seu bebé e poderá continuar a amamentar como habitualmente.

  • O que são ductos de leite obstruídos e como os posso desobstruir?
    O que são ductos de leite obstruídos e como os posso desobstruir?

    Os bloqueios no ductos de leite surgem frequentemente no início da amamentação quando ocorre a «subida» do leite maduro, mas também podem acontecer mais tarde se o intervalo entre mamadas for muito longo ou se estiver a usar um sutiã mal ajustado que aperte os seios. O leite maduro «sobe» entre o terceiro e o quinto dia após o nascimento. Isto pode fazer com que as glândulas mamárias inchem e pressionem os canais do leite. Como resultado, torna-se mais difícil para o leite escoar. Os seios parecem muito maiores, mais firmes e, por vezes, anormalmente quentes. Quando estes canais ficam obstruídos, o fluxo de leite tem de ser estimulado. A maneira mais fácil de fazer isso é tomar um banho quente. Colocar compressas húmidas e quentes sobre os seios com gengibre e alfazema (embebidas em óleo, por exemplo) também pode ajudar. Para reduzir a inflamação, deve ainda arrefecer o peito após cada mamada. Se for o caso, massaje a mama na direção do mamilo, mas só de forma muito ligeira. Golpes fortes, apertos ou pressão sobre o peito originam mais bloqueios. Retirar o leite materno com bomba para aliviar a pressão, não é muito recomendado, pois causa stress à mãe e, muitas vezes, só agrava o problema. O mais importante para a mãe é descansar.

  • O meu bebé rejeita a mama! O que devo fazer?
    O meu bebé rejeita a mama! O que devo fazer?

    Quando o bebé tem dificuldade em fazer uma pega correta da mama, podem existir várias causas que devem ser esclarecidas individualmente com um profissional de saúde. Normalmente, isto acontece porque nos primeiros dias e semanas foram oferecidas demasiadas opções de alimentação ao bebé, confundindo-o. Em comparação com um dedo, uma chupeta ou as tetinas de biberão, o mamilo é muito menos apelativo. Se o bebé já foi alimentado por biberão ou através de protetores de mamilos, ele espera a estimulação firme da gengiva, o que um mamilo não consegue proporcionar. Portanto, se possível, não use protetores de mamilos nem chupetas. O aleitamento por biberão requer muito menos esforço por parte do bebé, pelo que a amamentação também oferece uma proteção natural contra a ingestão excessiva de leite. O recém-nascido tem de se esforçar muito para obter o seu leite. O seu bebé não adormece só porque está cheio, mas também porque está cansado.


pais felizes ao verem o bebé dar os primeiros passos

Estamos aqui para ajudá-los!

Se tiver alguma dúvida sobre os nossos produtos entre em contato connosco, teremos todo o gosto em ajudá-los e aconselhá-los.

Contacte-nos