Leite materno, um milagre da natureza

O leite materno é, por natureza, o melhor alimento para o seu bebé. Contém todos os nutrientes essencialmente necessários durante os primeiros meses de vida. Além disso, pode reduzir o risco de alergias no recém-nascido, fornecendo-lhe anticorpos que o protegem de infeções.


baby is hugging its mom and lying on the shoulder

Propriedades do leite materno

Sem dúvida, o leite materno é o melhor alimento para o seu bebé. Mas o que torna o leite materno tão especial? Eis as propriedades mais importantes do leite materno:

  • Satisfaz plenamente as necessidades nutricionais e energéticas do seu bebé
  • Facilmente digerível pelo sistema gástrico ainda imaturo do seu bebé
  • Disponível a qualquer hora, pronto a beber e higiénico
  • Sempre à temperatura perfeita
  • Contém anticorpos importantes que ajudam a reforçarcar o sistema imunitário do seu bebé
  • Pode eventualmente prevenir alergias

Constituintes do leite materno

  • Lípidos
    Lípidos

    Em média, 4% do leite materno é constituído por lípidos. Este tipo de gordura é muito importante para os recém-nascidos porque cobre até 50% das necessidades energéticas do bebé. Além disso, uma grande parte dos lípidos contidos no leite materno são ácidos gordos, incluindo os AGPI-CL (ácidos gordos polinsaturados de cadeia longa) ómega-3 e ómega-6 que reforçam o desenvolvimento cognitivo, do sistema nervoso e das células da retina fundamentais para a visão.

  • HMO
    HMO

    Os HMO – galacto-oligossacáridos do leite materno – são um componente muito importante que proporcionam muitos benefícios cientificamente comprovados, como por exemplo, favorecem o equilíbrio da flora intestinal, bloqueiam os agentes patogénicos bactérias prejudiciais no intestino) e contribuem para o desenvolvimento natural do sistema imunitário.* Se quiser saber mais sobre HMO, continue a ler.

  • Proteínas
    Proteínas

    A principal função das proteínas é servir de base a numerosos elementos e processos do organismo (como músculos, células sanguíneas, resposta imunitária e enzimas) do seu bebé, em todas as fazes de crescimento.

  • Hidratos de carbono
    Hidratos de carbono

    A lactose (ou açúcar do leite) é um componente natural do leite materno e serve como fonte de energia para o recém-nascido. Durante a digestão, o açúcar do leite é decomposto nas suas partes constituintes, efetuado no intestino delgado através da enzima chamada lactase.

  • Fibra
    Fibra

    Os GOS (galacto-oligossacáridos) são fibras prebióticas presentes no leite materno, e são um importante elemento constituinte na nutrição infantil.

  • Minerais e micronutrientes
    Minerais e micronutrientes
    • O cálcio é o mineral mais importante para a manutenção dos dentes e dos ossos.

    • O ferro é um micronutriente essencial, que transporta e armazena oxigénio no sangue. Como tal, o ferro também é importante para a produção de energia no corpo.

  • Vitaminas
    Vitaminas
    • A vitamina A é importante para a visão, para o sistema imunitário e para proteger as células do corpo contra as moléculas de oxigénio nocivas.

    • A vitamina D é responsável pela absorção do cálcio no intestino e pelo desenvolvimento ósseo.

    • A vitamina E é essencial para a proteção do organismo, protegendo as proteínas, gorduras e membranas celulares contra as moléculas nocivas de oxigénio.


O colostro e os componentes do leite materno

O que é o colostro?

Nos primeiros dias após o nascimento do bebé,  começa a ser produzido o precursor do leite materno: o colostro – um líquido transparente, ligeiramente amarelado. Este colostro contém anticorpos chamados imuno-globulinas que protegem o bebé de doenças infeciosas durante os primeiros meses de vida. É fácil de digerir e ajuda na indução das primeiras fezes, em que o bebé se liberta do remanescente que tem no seu organismo, durante o tempo que passou no útero da mamã. A substância pastosa verde-escura resultante, chama-se mecónio.

Passados dois dias, o organismo da mamã produz um outro tipo de leite, diferente do colostro, mais gordo e energético. No final da segunda semana, começa a ser produzido o leite maduro que irá fornecer ao seu bebé tudo o que ele precisa para um desenvolvimento saudável.

O colostro é suficiente para o meu bebé?

Sim. Assumindo um peso normal à nascença, o colostro é normalmente suficiente para as necessidades nutricionais do seu bebé nos primeiros dias de vida, até o leite maduro «subir». Ocasionalmente, porém, existem boas razões para complementar o leite materno, como por exemplo, devido à desidratação óbvia, para estabilizar os níveis de açúcar no sangue ou devido à perda significativa de peso. Se for este o caso, deve sempre consultar o seu o seu pediatra ou um profissional de saúde, antes de escolher um leite de fórmula O mais importante a ter em conta, é que o leite materno é o melhor alimento para o seu bebé.

Quais são, então, os componentes importantes do leite materno?

Os componentes importantes do leite materno incluem os AGPI-CL (ácidos gordos polinsaturados de cadeia longa) que contribuem para o desenvolvimento cognitivo e da visão e os HMO (galacto-oligossacáridos do leite materno) que reforçam o equilíbrio da flora intestinal. Encontrará mais informações sobre os HMO aqui.

Além disso, o leite materno constitui a melhor base de nutrientes para o seu  bebé. Fornecendo proteínas, hidratos de carbono, ácidos gordos, vitaminas e minerais, bem como micro-nutrientes – tudo nas quantidades adequadas par o bom desenvolvimento do bebé, e com a mais elevada qualidade.


pais felizes ao verem o bebé dar os primeiros passos

Estamos aqui para ajudá-los!

Se tiver alguma dúvida sobre os nossos produtos entre em contato connosco, teremos todo o gosto em ajudá-los e aconselhá-los.

Contacte-nos